Delírio

[
ago
03

O ordinário do gozo, fundamento da nova clínica do delírio

Gambiarras

A tese da inexistência do Outro, sustentada por Jacques-Alain Miller em 1996, em seu seminário, inaugura, dizia ele: “a época lacaniana da psicanálise”, aquela “da errância, aquela dos Nomes-do-Pai (non-dupes errent), aquela daqueles que são mais ou menos tolos (dupes)

[
mar
05

A transparência do gozo da mãe e o delírio como segredo

Ao formular as estruturas de parentesco, o antropólogo Claude Lévi-Strauss (1947/2009)[1] evidenciou a presença de um conjunto de regras muito restritas que comportam uma primeira lei, a exogamia. Partindo daí, traçou as condições algébricas da escolha de objeto: as estruturas

[
set
15

“Os alicerço da terra”: notas sobre Ô fim do cem, fim…

Este trabalho é fruto de um seminário teórico proferido no âmbito do Núcleo de Pesquisa em Psicose do IPSM-MG, cujo tema geral foi “A ciência e a escrita do delírio”. Para trabalhar o tema, elegeram-se como método os comentários do livro Ô fim do cem, fim…, compilação feita a partir das notas escritas à mão, com caneta esferográfica e em folhas de caderno, por Paulo Marques de Oliveira, assim como o comentário de trechos do documentário “O fim do sem fim”, de Cao Guimarães, inspirado nos desenhos e escritos de Paulo Marques de Oliveira, e que tem como pano de fundo o desaparecimento de certos ofícios e profissões no Brasil.

Almanaque Online © 2006-2018