memória

[
set
15

Incidências da Psicanálise nos dispositivos públicos

A partir do comentário de um caso, o autor reflete sobre como a psicanálise se situa para operar frente a um vazio subjetivo, consequência de um trauma individual e social (a ditatura militar na Argentina) e nos alerta para o risco de prevalecer uma lógica do asilo e da proteção na assistência que algumas instituições oferecem ao sujeito, o que não possibilitaria uma mudança em sua posição subjetiva.

Almanaque Online © 2006-2021